Geomarketing e marketing local: como extrair o máximo de benefícios?

O geomarketing e marketing local são recursos especialmente importantes para empresas com atuação regional. Para entender isso, basta se colocar no lugar do cliente. Quando ele faz uma pesquisa sobre o seu produto ou serviço, interessa para ele a informação sobre uma empresa distante?

Mesmo que isso não seja definitivo, ele não estaria mais disposto a interagir com quem está mais próximo? Por isso, se você se posiciona nas pesquisas como uma empresa local, está ajudando o seu cliente a encontrar o que ele precisa. Em consequência, terá maiores chances de conseguir negócios.

De outro lado, quando ele não consegue identificar isso, a sua empresa poderá não estar tão bem colocada como sua concorrência e, obviamente, você não deseja isso. Mas mesmo as organizações com atuação nacional podem se beneficiar de geomarketing e marketing local. Então, vamos nos aprofundar nisso e entender como obter o máximo de retorno com as duas alternativas. Confira!

Você sabe onde está o seu cliente?

Com o crescimento do uso de smartphones, as pessoas passaram a acessar a internet de todos os lugares. Imagine que basta o GPS estar ativado para localizar um cliente próximo ou mesmo entender como ele se movimenta em um determinado espaço físico.

Como base nesse tipo de dado, o geomarketing é capaz de levantar informações úteis sobre os hábitos do cliente que ajudem a estimular a interação deles com as marcas. É comum, por exemplo, que algumas empresas, principalmente bares e cafés, solicitem check-in no Facebook para liberar acesso gratuito a internet.

Nesse caso, o cliente está ajudando a divulgar o seu negócio. Porém, o geomarketing vai muito além. Com dissemos, esse tipo de informação ajuda a conhecer melhor seu cliente e permite otimizar suas campanhas de acordo com o que se sabe sobre ele.

Como geomarketing e marketing local funcionam juntos?

O geomarketing pode ser traduzido por inteligência de localização, ou seja, o uso de informações sobre o posicionamento geográfico e a movimentação do cliente para elaborar estratégias. Já o marketing local é a aplicação prática dessas informações. Ele implica em ações de promoção do seu negócio segmentadas em um determinado local com base nas informações de geomarketing.

Por isso, a primeira coisa a fazer é determinar os locais onde deseja aparecer. Assim, se você administra uma loja em Florianópolis, não faz sentido investir na presença on-line em Rondônia. Do mesmo modo, você pode segmentar o conteúdo do seu site de acordo com a localização do visitante. É por isso que várias páginas solicitam permissão para saber sua localização no momento de acesso.

Como usar geomarketing e marketing local na prática?

Conhecendo o comportamento do seu cliente, você pode pensar em ações como essa do exemplo acima. Isso porque estimular a interação com o seu público local é uma forma de estabelecer uma proximidade ainda maior. Além de engajar e fidelizar o cliente.

Para isso, estimular o check-in, comentários e as postagens nas redes sociais de fotos marcando o seu negócio são ótimas alternativas. Mas não se esqueça de utilizar o Google Maps e o Waze. Além de possuírem funcionalidades específicas para trabalhar com marketing local, eles são uma ótima forma de se destacar em relação a concorrência.

Por fim, geomarketing e marketing local precisam ser entendidos do ponto de vista da estratégia de segmentação. Principalmente se você tem concorrentes que atuam no máximo de locais em que conseguem estar, se posicionar como uma empresa local é a principal vantagem que você tem sobre eles. Para que isso tenha um efeito ainda maior, será preciso demonstrar que sua presença local é vantajosa.

Gostou das dicas? Garanta acesso a outras informações úteis que vão lhe ajudar a vender mais, assinando agora a nossa newsletter!

Iêgo Lima
Iêgo Lima
Gestor de Mídia e Performance na MODO/7.